RRCursos

o curso certo para uma carreira de sucesso!

Ao vivo e On Demand

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Acessar Dicas & Macetes Técnicas para um "Chute" consciente

Técnicas para um "Chute" consciente

E-mail Imprimir PDF

“Técnicas para um “chute” consciente, de autoria do Prof. William Douglas.

Numa prova, o ideal é que o aluno tenha conseguido fazer uma boa preparação com muito estudo e disciplina. Mesmo assim, o  candidato acaba se deparando com questões em que não sabe a resposta e neste caso terá que escolher uma alternativa, “chutar” uma resposta.

Separamos aqui algumas dicas de um artigo do Prof. William Douglas, publicada na coluna do Jornal dos Concursos.

A técnica do chute começa por saber quando é hora de chutar. Se as respostas erradas tiram pontos, é melhor deixar em branco e não arriscar.

Bem, vamos às dicas:

“1. Como o trabalho da banca é selecionar quem sabe o certo, a tendência é que repita mais vezes a resposta certa dentro da questão, pois senão estará facilitando muito para o candidato.

2. Ao eliminar alternativas, repare que duas ou três hipóteses costumam ser absurdas. Se você as eliminar antes de chutar, sua probabilidade de acerto sobe. Tudo que atenta contra a lógica, os princípios e o bom senso, tende a estar errado.

3. Em todas as áreas onde se lida com o comportamento humano e em todas as ciências não exatas, a tendência natural é a de que sempre existam exceções e ressalvas. Sendo assim, quando você estiver em dúvida, deve eliminar as alternativas que não abram espaço para exceções, com palavras como “nunca”, “sempre”, “sem exceções”, “jamais” etc. A probabilidade de acerto será maior se marcarmos as questões mais abertas, que admitam uma ou outra exceção ou ressalva.

4. Como a letra “A” é a primeira opção, a tendência é de que o examinador não goste de colocar a resposta certa logo de saída. A letra “A” é o lugar predileto do examinador para colocar as alternativas enganadoras, as “cascas de banana”. Por essa razão, sempre que eu achava que a certa era a letra “A”, dava uma conferida. Se confirmasse minha opinião, é claro que a marcava, pois devemos ter confiança no que estudamos. Mas nunca será demais ter um pouco de cautela.

5. O examinador também tende a não colocar todas as respostas em uma mesma letra. Logo, se estiver em dúvida entre alguma letra marque aquela que não está sendo repetida. É claro que esse recurso é o último dos últimos e também depende das outras respostas estarem corretas “

Bem, o autor ressalta que “O “chute” não é uma ciência exata e não substitui a preparação, é apenas uma alternativa para, na falta do conhecimento necessário, arriscar uma resolução. Reforço, o “chute”, por mais consciente que seja, não substitui o estudo.”

 

 

Programação - RRCursos

Carrinho de Compras

 x 
Carrinho vazio

Pesquisas e Enquetes